domingo, 28 de março de 2010

Mas andam a brincar com isto?

Foi esta sexta-feira eleito o novo líder do PSD e antes de mais, boa sorte para a sua “nova” vida senhor Passos Coelhos que tudo lhe corra a preceito e que se aguente um pouco mais no cargo para o qual foi eleito que os seus anteriores camaradas, este termo não é o mais correcto para o PSD mas também não importa sempre achei piada e da ares de gente trabalhadora. Mas não é para desejar boa sorte ao novo líder do PSD que aqui estou mas sim para comentar as declarações por ele já feitas.

Então não é que este senhor esta a pensar formar um governo sombra? Em primeiro lugar pergunto-me o que é isso ao certo e depois para que serve outro governo se já temos um? Não seria mais útil juntar-se com o actual, bem sei que as cores são diferentes mas temos de nos entender, e pensar em soluções para o futuro deste país a beira mar plantado? São questões que ficam e que me ocupam o pensamento!

Mas o mais preocupante é que não chegando formar um governo sombra, (então e depois a que governo se paga afinal o IRS? Devemos passar a ter também um IRS sombra!) em vez de se entender com este, quer também ter eleições em 2011... Terei eu perdido alguma coisa ou os mandatos ainda são por 4 anos? Bem sei que toda a gente diz que este governo não tem condições para exercer o mandato até ao fim e que vai haver eleições antecipadas, mas será que ninguém pensa que isso ainda vai ser pior para o país que nos vamos afundar ainda mais.

Se isto acontecer então o que foi este tempo de governação? Uma perca de tempo? Parem de brincar aos governos e governem!

quarta-feira, 24 de março de 2010

Ai o arrependimento...

Porque não há nada melhor para esquecer os problemas do que uma boa música, aqui fica uma, para todos e para aqueles que como eu não foram ao LUX. Ai o arrependimento...

Senhoras e Senhores!

Lengendary Tiger Man & Lisa Kekaula - The Saddest Thing To Say

video


quarta-feira, 17 de março de 2010

É preciso ter lata!

Angela Merkel, chanceler alemã, veio hoje a publico defender uma posição um tanto ao quanto extremista, a meu ver. Segundo a chefe do Governo alemão os países que repetidamente não cumpram as condições impostas pela União Europeia deveriam sair da zona euro, mas apenas em último recurso.
Ora isto vindo de uma das maiores economias do mundo e do maior exportador mundial, penso que apenas este ano foi ultrapassada pela China, tem a sua piada. Não tendo este tipo de problemas é fácil falar e apresentar soluções para tornar a zona euro mais forte.
Contudo para Portugal e outros países isto seria ainda pior pois saindo da zona euro seria ainda mais difícil fazer negócios com os restantes membros da zona euro tornando assim ainda mais inviável a sua recuperação económica que permitiria de novo a entrada na zona euro.
Outro aspecto com alguma graça, ou não, é que em muitos países, tal como em Portugal, as empresas alemãs muito importantes para as economias de cada país, tendo em conta o seu número e a quantidade de trabalhadores que empregam estarem a fechar a sua laboração nesses países para se deslocarem para outros onde a mão de obra é mais barato, deitando assim ainda mais a baixo as frágeis economias.
Tendo em conta que a zona euro tem o objectivo de facilitar as relações económicas dos seus membros e assim criar uma rede económica coesa, é preciso ter lata para afirmar algo assim!

segunda-feira, 15 de março de 2010

Será que ninguém repara?

Será que já ninguém repara?
O preço dos combustíveis não param de subir de semana para semana (pelo menos que eu de conta, não sei se não será de dia para dia) e em nenhum meio de comunicação e feita referencia a esta situação. Nem em 2008 quando o preço do barril de petróleo atingia o seu histórico máximo, bem acima do valor a que hoje se encontra os preços eram tão elevados. Será possível alguém alem de mim dar conta e fazer alguma referencia que leve as autoridades da concorrência a olhar para esta questão? Fico a espera com outros tantos portugueses.

Fica também um informação relativa aos preços do barril de petróleo no mercado internacional e dos combustíveis em Portugal.




Informação retirado do site Mais Gasolina e do Oil-Price

segunda-feira, 8 de março de 2010

Tudo tem um Limite

Tudo tem um limite, e esta historia das pressões do governo e em particular do Primeiro Ministro José Sócrates, em relação a compra da TVI por parte da PT já começa a chatear e a roçar o ridículo, tal como a falta de liberdade de expressão no nosso país.

Quanto a alegada falta de liberdade de expressão em Portugal, a meu ver o que se passa é precisamente o contrario. Isto é com toda a permissividade que temos nos dias de hoje, os jornalistas esqueceram-se da linha que separa aquilo que é notícia e que realmente interessa aos cidadãos, do que é o ataque pessoal e a difamação de qualquer personalidade deste país, criando um clima de constante dúvida e suspeição sobre aqueles nos quais deveríamos acreditar e confiar para conduzir a nossa nação ao bom funcionamento.

Quanto ao caso particular da compra da TVI por parte da PT, o caso que tem estado em discussão na praça publica recentemente, há dois pontos que para mim são essenciais.
Em primeiro lugar o facto de se estar a discutir um negocio no qual, segundo parece, o governo de alguma maneira exerceu pressão para que ele se realiza-se, para que assim pudesse ter algum controlo sobre os jornalistas e impedir a publicação de algumas notícias que acha-se menos convenientes e para, parece que era o principal objectivo, terminar com o “telejornal travestido” que tantos incómodos estava a causar ao nosso Primeiro Ministro. Nesse ponto tenho de concordar como Engenheiro Sócrates, aquilo era tudo menos um telejornal, mas sim um ataque pessoal dirigido a sua pessoa no qual a “grande” jornalista que o apresentava tal como atrás referi se esqueceu da linha que separa o jornalismo do ataque pessoal. Não me parece de todo viável que isso pudesse ter acontecido, mas se aconteceu isso levamos ao segundo ponto.
O segundo ponto deste caso, o qual me levou a escrever este texto, é o facto de ser estar a discutir um negocio que... NÃO SE REALIZOU... porque pelo que foi dado a conhecer o governo usou a sua golden-share para impedir o negocio que ele tinham encorajado a realizar-se.
Não estou com isto a tomar qualquer posição relativa ao caso mas sim a verificar um facto.

Peço mais uma vez que se preocupem com coisas mais úteis, como o hoje anunciado plano de estabilidade e crescimento, para ver se este país sai da corda bamba.